sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

O centro de Porto Alegre não mudou

O centro de Porto Alegre continua igual. Mesmo que o comércio popular esteja concentrado no Camelódromo e não mais na Praça XIV.
Continua igual. Sem as barraquinhas amarelas é possível ver um bando de gente caminhando apressadas durante o dia. Como sempre foi. Cada um com seus motivos. Um atrasado para o trabalho, o outro querendo pegar o ônibus ali parado no terminal Parobé e eu querendo chegar na imobiliária antes da próxima chuvarada. Continua igual porque mesmo que lugar de ambulante seja no CPC, sempre tem alguém gritando pra ti: CD, DVD, CD DVD. E é sempre bom encontrar o cara que vende guarda-chuvas em dias como hoje. Mais caro, mas te ajuda pelo menos a chegar em casa. O centro de Porto Alegre continua sujo, ainda tem gente pedindo escolas, morando embaixo de marquises, os taxistas continuam sendo os piores condutores por causa da sua já conhecida e apreciada polidez característica. As pessoas ainda não sabem o que são as listras brancas nas ruas ou a diferença de uma mão vermelha e de um homenzinho verde. Assim como as pombas do Paço Municipal continuam por lá, o centro de Porto Alegre também não mudou.

Um comentário:

Tiago Medina disse...

Aliás, a grande questão é: de onde saem os vendedores de guarda-chuvas? hehehe

beijos